6 de agosto de 2012

Um tapa na bunda e vai se esconder....

huahauha...por mais que eu diga que sou analfabeta musical, muitos dos meus posts tem títulos musicais.

Eu não sou o que podemos chamar de fanática por esportes. De praticar não é novidade pra ninguém. Mas também não me interesso muito em assistir. Nem mesmo na copa do mundo sou invadida pelo patriotismo que torna milhões de brasileiros experts em futebol.

Mas olimpíadas até que eu curto. Bom, eu curto ginástica, nado sincronizado, natação...vai ver é porque são breves (ver provas de 400m já me cansam um pouco). rs. Ou, freudianamente explicado, morria de vontade de ser atleta desses esportes quando pequena. Este ano, assisti até basquete masculino, vôlei feminino e masculino..mas não o jogo inteiro, claro.hahaha.

Uma coisa curiosa sobre os esportes de equipe... qual é a do tapinha na bunda? Eu nunca entendi porquê. Não podem dar um simples e normal tapinha no ombro?!? Se alguém souber, explica. Se ninguém nunca reparou, vou me sentir estranha. :)

beijos,
Betty.

3 comentários:

Luiz, o Cunha disse...

Pq, tirando qq sacanagem em relação à abundante região, o gesto equivale a um 'empurrão para frente'. Se errou o lance: 'vamos lá, continua em frente que uma hora rola (rola do verbo rolar!)'. Se acertou o lance, bom, aí sacanagem mesmo... ou é um: 'vai lá, continue assim, em frente'. Se fosse um tapa no ombro significaria 'se enterra no chão q não tem mais jeito'

Malu disse...

huahauhau...do verbo rolar foi ótimo. Minha mente pura só pensou besteira após a explicação.

Jessie Miranda disse...

Uma vez, um ex namoradinho que tive na escola (que eu terminei) Depois de um tempo me disse:
Eu sofri, sofri muito, mas percebi que um pé na bunda te impulsiona para frente....

rs

Desde então, eu nunca mais esqueci isso!
Talvez nos esportes, o tal tampinha tenha o mesmo efeito! rs